#CarnavalNoize | O Carnaval Racional de Tim Maia

22/02/2017

Powered by WP Bannerize

Ariel Fagundes

Por: Ariel Fagundes

Fotos: Reprodução

22/02/2017

Praticamente todos os fãs do Tim Maia conhecem muito bem a história sobre a época em que o cantor se vinculou a uma seita chamada Cultura Racional.

Esse episódio marcante aconteceu no período entre 1974 e 1976, época em que Tim lançou de forma independente os lendários LPs Tim Maia Racional Vol. 1 (1975) e Tim Maia Racional Vol. 2 (1976). Em 2011, surgiram algumas gravações perdidas desse momento, que ganharam a produção de Kassin e foram compiladas em um disco póstumo chamado de Tim Maia Racional Vol. 3.

Porém, muito menos conhecido do que esses três LPs é o obscuro compacto Tim Maia Racional e Coro Racional, que foi lançado em 1976 antes de sair o Vol. 2. Esse vinil de 7″ traz no lado A as faixas “Brasil racional” e “Do nada ao tudo” e, do lado B, “Minha felicidade racional” e “O grão mestre varonil”. Os fãs vão lembrar que essa última música consta no Vol. 1 como uma breve vinheta, mas aqui ela é uma música completa.

A julgar pelos títulos, essas quatro faixas parecem ser apenas outras canções pregando a doutrina da seita, e realmente são, contudo elas têm um grande diferencial se comparadas com o resto da fase Racional: são sambas. Mais especificamente, sambas carnavalescos, como se fossem marchinhas de carnaval.

É praticamente impossível encontrar informações específicas sobre esse compacto, mas é razoável imaginar que Tim Maia o tenha lançado com a ideia de que a sua pregação poderia ser mais bem aceita sendo gravada como samba do que como funk. E, considerando que o compacto saiu antes do Vol. 2, é possível que esse disco tenha sido lançado próximo ao carnaval de 1976 como uma estratégia comercial.

Seja como for, esse disquinho caiu no esquecimento e hoje é raríssimo.

Ouça abaixo:

*Observação: apesar do título do vídeo, esse compacto é simples e não duplo.

Tags:, , , , , , , , , , , , , , ,

22/02/2017

Entre o bemol e o sustenido.
Ariel Fagundes

Ariel Fagundes