David Bowie, Björk e Thom Yorke assinam carta à ONU sobre mudanças climáticas

01/12/2015

Powered by WP Bannerize

Ariel Fagundes

Por: Ariel Fagundes

Fotos: Reprodução

01/12/2015

Nesse momento, a cidade de Paris recebe os encontros da 21ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (COP21). Desde ontem, líderes mundiais estão debatendo propostas para combater as inegáveis mudanças climáticas do planeta Terra com responsabilidade econômica e social.

Preocupados com isso, artistas do mundo inteiro assinaram um documento comprometendo-se a tomarem atitudes que garantam que suas atividades e negócios sejam mais sustentáveis e tenham impactos ambientais reduzidos. David Bowie, Björk, Thom Yorke, Robert Plant, David Gilmour, Damon Albarn, Yoko Ono, Chrissie Hynde, Courtney Barnett, Angélique Kidjo, Ian Anderson e Coldplay foram alguns dos mais de 300 signatários dessa carta aberta.

*

Veja abaixo Thom Yorke discotecando em Paris ontem:

Que susto é esse Thom Yorke!? #COP21 #PeoplesMarch

Thom Yorke discoteca para manifestantes da #COP21 em Paris#TomYork

Posted by Ambrosia.com.br on Segunda, 30 de novembro de 2015

Dentre as pautas da carta aberta, o documento pede que o mundo se comprometa a limitar o aquecimento global a 2°C através de uma “estrutura governamental e estratégias que nós poderemos apoiar”; que seja criada uma agenda de metas representativas a longo prazo que “permitam os artistas a investirem em práticas criativas colaborativas e focadas no futuro”; e que surjam mecanismos financeiros para estimular a infraestrutura das nações mais pobres possibilitando que elas consigam cumprir seu compromisso de redução de poluentes ao mesmo tempo em que mantém seu desenvolvimento econômico.

Os artistas signatários se comprometem a falarem sobre isso com seu público e consumidores, usando sua “voz criativa para afetar a narrativa pública e criar consenso social sobre ações contra a mudança climática e a degradação ambiental”; também a “trabalharem juntos para influenciar e apoiar” pessoas influentes “capazes de acelerar uma mudança positiva e tomar as decisões certas”; “tomar um papel de liderança com o desejo de atuar culturalmente, indo além dos compromissos dos governos”; e “fazer o que nós fazemos de melhor usando nossa criatividade e nossa cultura colaborativa para encontrar e dimensionar soluções para os desafios ambientais do mundo”.

Confira o documento inteiro aqui.

Paralelo a isso, Robert “3D” Del Naja, do Massive Attack, criou a trilha sonora de uma obra do filmmaker Darren Aronofsky e do artista francês JR chamada The Standing March. O vídeo foi exibido ontem em Paris, veja abaixo:

The Standing March

LIVE NOW ! I am revealing now the collaboration I have done with filmmaker @DarrenAronofsky. The Standing March, a major public artwork to be exhibited in Paris during the UN’s COP 21 climate conference. The video projection will remind leaders that the world is watching as they gather to negotiate a deal aimed at keeping global warming below 2°C. It is right now being projected on the Assemblée Nationale until 4am and tomorrow Monday night from 8pm until 2 am.For security reasons, marches are forbidden in Paris. But our art piece is a silent march. And we are marching, backed by the Assemblée Nationale, the heart of the French democracy. We must think about our future, the future of our environment and this is our answer to those who want to control our present.#TheStandingMarchWebsite: TheStandingMarch.comMusic by 3D from Massive Attack

Posted by JR Artist on Domingo, 29 de novembro de 2015

Tags:, , , , , , , , , , , , ,

01/12/2015

Jornalismo, música, astrologia, fotografia, vinil, tarot, direitos humanos, mitologias, fogueiras e a arte do bem-viver me interessam.
Ariel Fagundes

Ariel Fagundes