Exclusivo | O manifesto anárquico genderless do anti-clipe de “Preferia Nunca”, do NoPorn

29/06/2017

Powered by WP Bannerize

Ariel Fagundes

Por: Ariel Fagundes

Fotos: Vidafodona

29/06/2017

Quando saiu seu disco de estreia, em 2006, o NoPorn tornou-se um ícone do submundo eletrônico de São Paulo. O guitarrista Edgard Scandurra, por exemplo, estava naquele trabalho que foi produzido pelo Dudu Marote e chamou bastante atenção na época. Dez anos se passaram e, no ano passado, a dupla formada pela artista plástica Liana Padilha e o DJ Luca Lauri voltou à ativa lançando o seu segundo álbum, o Boca, que chegou pisando forte. Além de atualizar a estética sonora do duo, o disco traz convidados como Thiago Petit na faixa “Leite” e Arthur Braganti, da banda Séculos Apaixonados, em sua faixa-título.

As músicas “Tanto”, “Cavalo”, “Boca” e “Maiô da Mulher Maravilha” já haviam ganhado clipes ao longo dos últimos meses. Agora, o NoPorn lança com exclusividade na NOIZE o que está chamando de “anti-clipe” da faixa “Preferia Nunca” (assista abaixo).

*

Dirigido por Maurício Magagnin e Patricinha Mentiroza, o vídeo gira ao redor da atuação de Pejana Rebu, drag queen carioca que, além de ser a protagonista, foi responsável pelo figurino. Filmado no suntuoso Parque Lage, no Rio de Janeiro, o clipe satiriza as obsessões opulentas de uma perua rica e decante em busca de libertação:

– Nos inspiramos em nossas paixões, na decadência do romantismo burguês, das musas e da moda, nas cafonices da high fashion e nos fashion films luxuosos, caríssimos e cheios de carão que não tem nada a dizer, em filmes de terror antigos, filmes brasileiros marginais e videoclipes de baixo orçamento (nossos preferidos) – explica Patricinha Mentiroza, que também assume a direção de fotografia e edição do vídeo junto a Maurício Magagnin.

Liana Padilha descreve o vídeo como um “manifesto anárquico sem gênero” focado na “arte do capenguismo”: “É a Pejana Rebu perdida em seu palacete decadente”, diz.

Assista abaixo:

Tags:, , , , , , , ,

29/06/2017

Jornalismo, música, astrologia, fotografia, vinil, tarot, direitos humanos, mitologias, fogueiras e a arte do bem-viver me interessam.
Ariel Fagundes

Ariel Fagundes