Exclusivo | Ouça “Campeão”, o 1º single do novo disco de Thiago Ramil, “EmFrente”

01/08/2018

Powered by WP Bannerize

Ariel Fagundes

Por: Ariel Fagundes

Fotos: Roberta Sant'anna/Divulgação

01/08/2018

Três anos após o elogiado álbum de estreia Leve Embora (2015), Thiago Ramil está prestes a soltar o seu novo disco chamado EmFrente.

Produzido por Guilherme Ceron e pelo próprio Thiago e lançado pelo selo Escápula Records, o álbum chegará às principais plataformas de streaming no próximo dia 3, mas você já pode conferir com exclusividade na NOIZE o primeiro single do disco, “Campeão”.

*

Ouça abaixo:

– “Campeão” é a mais recente do álbum, a compus alguns meses antes de entrar em estúdio. É a canção que, a meu ver, apresenta de maneira mais abrangente as intenções do disco. Ela tem como característica o jogo de palavras (recurso que explorei mais a fundo neste álbum), para falar sobre os jogos de poder, o lugares, as peças, os enfrentamentos dispostos sobre os tabuleiros, a reflexão sobre a diferença entre o que é um jogo e o que é uma briga… É uma canção que propõe pensar quais são as mãos que movem as peças, que criam, viram e reviram os jogos e, que quase sempre, ganham as brigas sem nem entrar no jogo – explica Thiago.

EmFrente foi apoiado por um projeto de financiamento coletivo e, apesar de a maioria das suas faixas terem sido compostas entre 2016 e 2017, o disco foi gravado em janeiro de 2018 durante uma vivência de quase 30 dias em que Thiago ficou no estúdio/casa de Wagner Lagemann (engenheiro de som do álbum) em um bairro afastado na zona sul de Porto Alegre. Essa imersão tem tudo a ver com a profundidade do álbum que, em comparação ao disco anterior, “se propõe mais aos extremos”, conforme explica o músico:

– Isso se dá tanto no sentido dos arranjos e intensidades sonoras como também no âmbito das narrativas. Na escrita, EmFrente se propõe a uma poética mais concreta, crua, mesmo que também navegue, em alguns momentos, por brisas mais leves. Além disso, o Leve Embora foi meu primeiro álbum e, por isso, abrange um universo mais largo do meu processo como compositor, já o EmFrente apresenta canções recentes que expressam minhas experiências e reflexões cotidianas dos últimos dois anos. Penso que o nome do álbum, e os sentidos que se inscrevem nele, atravessam todas as canções do disco. O enfrentamento e a construção de frentes para enfrentar situações que se projetam à nossa frente perpassam os temas de múltiplas maneiras. Nesse contexto, propõe pensar formas de enfrentamento tanto no âmbito de questões sociais quanto no âmbito de embates pessoais e processos internos, sugerindo a reflexão sobre o quanto as questões sociais muitas vezes se apresentam e se desenvolvem através de embates pessoais e reflexões internas. De forma mais objetiva, no âmbito social aborda questões políticas atuais, como o desmatamento, a educação, a urbanização, a vulnerabilidade social, a política e seus jogos de poder; no âmbito dos processos internos, divaga por embates pessoais, conflitos internos e processos de elaboração.

Abaixo, a capa de EmFrente:

É importante considerar que, além de músico, Thiago Ramil atua como psicólogo em um abrigo municipal em Porto Alegre. Essa vivência, segundo ele, foi determinante para seu processo de composição:

– Como compositor, sou atravessado pelas minhas vivências, sejam situações ou pensamentos, são meu conteúdo de trabalho. Nesse sentido, minha atuação como psicólogo num abrigo municipal vem me ensinando e me enriquecendo muito e as situações ali vivenciadas me inundam de conteúdos não muito abordados em canções e refrãos populares e que, na minha opinião, precisam ser ditos e narrados. O Leve Embora já tinha grande influência da minha formação como psicólogo, o propósito de aproximar a leveza e o peso surgiu a partir de um trabalho sobre o acalanto realizado nessa mesma instituição onde atuo.

Contando com participações especiais de várias pessoas, EmFrente é um trabalho que honra uma complexa rede de artistas. Estão presentes no disco Duda Brack, Paola Kirst, Gutcha Ramil e Andressa Ferreira (ambas do grupo Três Marias), Fabricio Gambogi (que toca com o Dingo Bells) e Alexandre Kumpinski, Felipe Zancanaro e Fernão Agra, do Apanhador Só. Além deles, Ian Ramil, Alércio PJ (da Musa Híbrida), Poty Burch e Diogo Maestri também aparecem no disco como compositores.

O show de estreia acontece no Theatro São Pedro, em Porto Alegre, no dia 9 de agosto, às 21h (mais informações aqui).”Estou com todas as energias voltadas para esse lançamento e pretendo alcançar pessoas e circular por cidades que não tive a oportunidade com o Leve Embora (2015)”, diz Thiago. Ele conta ainda que já está sendo desenvolvido um clipe de uma das faixas do disco e que, logo, será lançado também um making of das gravações. “Além disso, sigo em circulação com o espetáculo Casa Ramil [em que Thiago divide o palco com Vitor, Ian e Gutcha Ramil], que teve estréia no início do ano. Venho me aproximando da dança e da performance e também estou compondo trilhas para três espetáculos que irão ocorrer em Porto Alegre no segundo semestre deste ano”, comenta.

Veja também a session íntima de Thiago e Ian Ramil que gravamos no ano passado:

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

01/08/2018

Editor
Ariel Fagundes

Ariel Fagundes