Jamaica Jamaica! Nova mostra expõe as raízes musicais da ilha com acervo histórico

18/04/2017

Powered by WP Bannerize

Ariel Fagundes

Por: Ariel Fagundes

Fotos: Reprodução

18/04/2017

As raízes musicais jamaicanas são o tema da exposição Jamaica Jamaica!, que está aberta desde o início de abril até o dia 13 de agosto no Cité De La Musique-Philharmonie, em Paris.

Explorando de forma cronológica os aspectos sociais, históricos, políticos e culturais que marcaram o país caribenho, a mostra consegue traçar um grande panorama que ajuda a entender como se formou o grande caldeirão cultural da ilha.

– Jamaica é o local de nascimento de uma das maiores correntes musicais da segunda metade do século 20, há muito mais na Jamaica do que o reggae e seu ícone universal Bob Marley, e sua história complexa vai muito além da música – afirma a descrição do site da exposição – O que muita gente não sabe é que, desde os anos 1950, invenções que nasceram da ingenuidade do sentimento de “faça-você-mesmo” que pulsava nos guetos de Kingston lançaram as bases para gêneros musicais urbanos atuais, possibilitando o surgimento de termos musicais consolidados, como “DJ”, “sound system”, “remix”, “dub”, etc.

Jamaica Jamaica! é dividida em sete espaços temáticos: Rebel Music: A Múltipla Herança da Escravidão; A Trilha Sonora da Independência; Studio One, The Black Ark e King Tubby’s Studio: Uma Cena de Produção Diferente de Todo o Mundo; Os Instrumentos Reais da Jamaica; Os Destinos Interligados de ‘Jah, Rastafari’ e Marcus Garvey; Bob Marley and The Wailers, Reféns Políticos em uma Guerra Entre Vizinhos; e Música Jamaicana Após Marley.

Estão expostos lá fotografias raras, materiais gráficos, gravações de áudio históricas e filmagens nunca vistas de coleções privadas e museus da Jamaica, Estados Unidos e Grã-Bretanha. Além disso, os visitantes podem ver a lendária guitarra em formato de rifle M16 do Peter Tosh, a mesa de mixagem customizada por King Tubby, réplicas dos equipamentos do Studio One e inclusive mexer em um soundsystem jamaicano real.

A guitarra de Tosh (Foto: Reprodução)

A mesa de King Tubby (Foto: Reprodução)

A exposição criou ainda um calendário de eventos ligados à cultura jamaicana onde irão se apresentar diversos músicos, incluindo Lee Scratch Perry. Como se não bastasse, a mostra lançou uma rádio inspirada na JBC (Jamaica Broadcasting Corporation), que foi a primeira emissora jamaicana a tocar mais música local do que os sucessos estrangeiros. A Radio Jamaica! está disponível para audição online grátis, é só dar play abaixo:

Tags:, , , , , , , , , , , ,

18/04/2017

Entre o bemol e o sustenido.
Ariel Fagundes

Ariel Fagundes