Pelo jeito, Michael Jackson fez mesmo a trilha do “Sonic 3” escondido

27/01/2016

Powered by WP Bannerize

Ariel Fagundes

Por: Ariel Fagundes

Fotos: Reprodução

27/01/2016

Uma estranha teoria que circula pela internet há anos parece ter sido comprovada. O jornal Huffington Post publicou uma extensa matéria onde disseca a história de que Michael Jackson teria sido um dos compositores da trilha sonora do game Sonic the Hedgehog 3. Lançado em 1994 pela empresa japonesa SEGA, esse é o terceiro jogo da série que conquistou o mundo no início dos anos 90.

*

Apesar de essa tese ser sustentada há tempos por muita gente, eram raras as evidências que comprovassem isso. A SEGA, por exemplo, sempre negou a história. Porém, conforme apurado pelo Huffington Post, três dos seis músicos creditados na trilha do game juram que o Rei do Pop contribuiu sim para o projeto e que seu nome teria sido retirado dos créditos oficiais. Os músicos Brad Buxer, Doug Grigsby III e Cirocco Jones confirmaram que Jackson teria participado da composição das faixas e que essas músicas teriam sido usadas no game; já Bobby Brooks, Darryl Ross e Geoff Grace (os outros três que estão creditados na trilha) não se manifestaram.

Brad Buxer, inclusive, trabalhava como diretor musical de Michael Jackson na época e afirma que já estava produzindo músicas para o cantor quando ele mesmo lhe disse que faria a trilha do game. “Eu estava trabalhando com Michael no disco Dangerous“, disse Buxer, “e ele me disse que iria fazer a trilha sonora do Sonic 3. Ele me perguntou se eu poderia ajudar ele com isso”.

Roger Hector, um dos executivos da SEGA envolvidos na criação do game, afirma que Michael Jackson seria um grande fã do Sonic e teria ido à sede da empresa onde teria recebido uma demo do Sonic 3 junto com o convite para escrever suas músicas. Hector conta que ficou chocado quando ouviu o que Michael teria composto: “Eu fiquei muito impressionado com quanto da assinatura sonora do Michael Jackson estava ali e, ainda assim, era tudo novo”.

Se de fato a SEGA convidou o Rei do Pop para fazer a trilha do game e ele aceitou e executou o projeto, por que seu nome não foi citado?

Aqui, entram duas explicações que não se contradizem, mas também não são conclusivas. Segundo Brad Buxer, Michael teria ficado muito decepcionado com a qualidade sonora dos videogames da época, tanto que teria pedido para não ser citado nos créditos: “Michael quis que seu nome ficasse fora dos créditos se eles não conseguissem melhorar o som”, disse. Porém, Roger Hector disse que o nome do músico só foi retirado por causa das acusações de abuso sexual que Michael estava respondendo desde 1993. Por causa dessa polêmica, “nós tivemos que substituir tudo”, afirma Hector. Segundo ele, o músico Howard Drossin teria sido chamado para reescrever todas músicas que Michael teria feito. Mas, ao Huffington Post, Drossin negou que tenha feito isso. O músico Doug Grigsby III foi categórico sobre a participação de Michael: “Entrou no jogo. As coisas que nós fizemos, foram feitas para o jogo”.

Provavelmente, nunca será revelada toda a história que envolveu a criação dessa trilha sonora. Mas considerando a quantidade de depoimentos de pessoas envolvidas na sua produção que confirmam a participação de Michael Jackson, vale a pena dar uma chance à teoria. No YouTube, não faltam vídeos comparando as faixas da trilha do Sonic com a produção do Rei do Pop.

Ouça por você mesmo e tire suas conclusões.

Tags:, , , , ,

27/01/2016

Jornalismo, música, astrologia, fotografia, vinil, tarot, direitos humanos, mitologias, fogueiras e a arte do bem-viver me interessam.
Ariel Fagundes

Ariel Fagundes