Novo doc mostra como “Blade Runner” influenciou a música eletrônica

06/10/2017

Powered by WP Bannerize

Ariel Fagundes

Por: Ariel Fagundes

Fotos: Reprodução

06/10/2017

O lançamento da aguardada sequência Blade Runner 2049 motivou a Fact a produzir um mini-documentário sobre a importância da trilha sonora do filme original de 1982 (assista abaixo).

Blade Runner: Do androids dream of electronic beats? explora as origens da trilha composta pelo músico grego Vangelis e investiga seu impacto nas gerações seguintes de músicos. Produtores lendários como Tricky e Gary Numan e músicos contemporâneos como Hans Berg, Ikonika e Abayomi contam como a ambientação sonora futurista e soturna do filme os atingiu.

*

“[Influenciou] definitivamente na minha música. Porque minhas músicas, por um lado, são trilhas sonoras”, diz Tricky, que sampleou uma parte da trilha do filme na faixa “Aftermath”. Já o Massive Attack, seu ex-grupo, chegou a apresentar suas versões da trilha do Vangelis com a Heritage Orchestra em 2008.

Compostas com sintetizadores Yamaha CS-80 e Roland VP-330 Vocoder, as músicas de Blade Runner são fruto de um envolvimento total do artista grego com o filme. Chamou atenção na época que Vangelis tenha se recusado a ler o roteiro, preferindo escrever as faixas direto enquanto assistia as fitas VHS das filmagens.

Outra curiosidade é que passaram-se 12 anos até que a trilha sonora original do filme tenha sido lançada oficialmente e há várias especulações sobre os motivos disso. Não faltam teorias sobre rixas entre Vangelis e o diretor Ridley Scott, sobre problemas contratuais ligados aos direitos das músicas, e isso nunca foi esclarecido. O fato é que o Vangelis lançou o disco da trilha só em 1994, ainda que, antes disso, já existissem versões piratas da sua trilha circulando por aí.

Sombria, mecânica, sintética e arrepiante, a música de Blade Runner foi decisiva para que o filme se tornasse tão importante ao longo do tempo. Ouça abaixo:

Assista Blade Runner: Do androids dream of electronic beats? de preferência antes de ir ao cinema:

Tags:, , , , , , , ,

06/10/2017

Jornalismo, música, astrologia, fotografia, vinil, tarot, direitos humanos, mitologias, fogueiras e a arte do bem-viver me interessam.
Ariel Fagundes

Ariel Fagundes