“The Rolling Stones Rock And Roll Circus” é relançado em vinil com faixas inéditas

30/04/2019

Powered by WP Bannerize

Ariel Fagundes

Por: Ariel Fagundes

Fotos: Reprodução

30/04/2019

Um dos shows mais clássicos da história do rock volta às prateleiras em formato de luxo. A gravação de The Rolling Stones Rock And Roll Circus foi digitalizada no formato 4K Dolby Vision, teve todo seu som remixado e está sendo relançada em Blu-Ray, DVD, CD duplo e vinil triplo de 180g. Já saíram duas versões pirata desse show em vinil, porém essa será a primeira vez que haverá um lançamento oficial no formato.

Veja abaixo como será a reedição:

*

Gravado em Londres em dezembro de 1968, The Rolling Stones Rock And Roll Circus é um dos shows mais clássicos da história do rock. Originalmente, ele era um especial da emissora BBC dirigido por Michael Lindsay-Hogg (o mesmo que diretor do documentário dos Beatles Let It Be). A ideia era que os Stones montassem um picadeiro dedicado à música e assim foi feito.

Além da banda anfitriã, tocaram no evento The Who, Jethro Tull, Taj Mahal, Marianne Faithfull, Yoko Ono e o super grupo The Dirty Mac, cuja única apresentação aconteceu nesse show. O Dirty Mac foi formado por ninguém menos que John Lennon nos vocais principais e guitarra base, Eric Clapton na guitarra solo, Keith Richards no baixo e Mitch Mitchell (da banda de Jimi Hendrix) na bateria. Na ocasião, eles tocaram “Yer Blues”, dos Beatles, e ainda acompanharam a apresentação de Yoko.

Dentre outras histórias curiosas do evento, destaca-se o fato de que o Jethro Tull estava sem guitarrista na época e quem tapou o furo foi Tony Iommi, que logo ficaria famoso com o Black Sabbath (porém, na ocasião, ele fez playback na guitarra, provavelmente porque não teve tempo de aprender as músicas). Além disso, no Rock And Roll Circus aconteceu a última apresentação dos Stones com seu guitarrista original, Brian Jones, que morreria menos de um ano após o show.

Há também o boato de que os Stones não ficaram satisfeitos com a sua apresentação e, por isso, teriam demorado tanto para lançar o material. De fato, o projeto foi abandonado na época e só seria lançado oficialmente em CD e VHS em 1996.

Na reedição que está saindo agora, há vários materiais inéditos desse show lendário. Há gravações do Dirty Mac tocando “Revolution”, dos Beatles, e também um improviso que foi intitulado de “Warmup Jam”. Há ainda registros inéditos do Taj Mahal e do pianista Julius Katchen. Tudo isso chegará às plataformas de streaming, mas quem quiser garantir os formatos físicos pode conferir a pré-venda disponível aqui.

Abaixo, veja o histórico Dirty Mac tocando “Yer Blues”:

Tags:, , , , , , ,

30/04/2019

Editor
Ariel Fagundes

Ariel Fagundes